Trinta batismos no Sábado Santo

Era impossível não contagiar-se com a alegria dos moçambicanos na Capela. Músicas jubilosas, decorações festivas, batizandos revestidos com as mais belas roupas brancas, padrinhos engalanados ao lado de seus afilhados. E sobretudo uma felicidade irradiante estampada na fisionomia de todos. Tudo concorria para tornar a cerimônia do Sábado Santo solene e cheia de graças.

Não podia ser diferente. Ademais de ser a Vigília de Páscoa, máxima festa para os católicos, trinta jovens estavam para ingressar na fileira para tornarem-se novos filhos  de Deus, membros da Santa Igreja, herdeiros do céu!

E realmente, era sensível o quanto Deus estava comprazido com aquilo. A cada batismo feito pelo Revmo. Pe. Arão Otílio Gabriel Mazive, EP, via-se uma luz resplandecer na face dos que foram batizados. 

Os Arautos do Evangelho estiveram presentes na cerimônia, encarregando-se do canto do precônio pascal e do cerimonial.

Deixe uma resposta