Arautos em Camarões

Do dia 1º ao 22 de outubro, a imagem peregrina do Imaculado Coração de Maria percorreu as terras do país de Camarões, levada por três membros dos Arautos do Evangelho. Como sói acontecer com a presença virginal da Mãe de Deus, uma chuva de graças fez-se sentir em todos os povoados, paróquias, Igrejas, escolas e casas onde ela esteve presente.

No itinerário da peregrinação, foi visitada uma Paróquia de Nanga Eboko, onde vivem terciários dos Arautos do Evangelho, com um entusiasmo sem fim da parte dos fiéis. Logo depois, na Diocese de Mamfe, apesar do tardio horário em que chegou a imagem, sacerdotes e povo receberam a Virgem Maria de braços e coração abertos, com cantos, danças, procissão, orações e muito fervor. É de se fazer notar que alguns fiéis precisam caminhar de 5 a 6 horas para chegar à Paróquia. Entretanto, lá estiveram com muita alegria e devoção.

Também muitos colégios desta região foram visitados, inaugurados novos oratórios e realizadas pequenas palestras dirigidas pelos Arautos sobre a devoção a Nossa Senhora.

Por fim, o Bispo de Mamfe, D. Andrew Nkea Fuanya, presidiu uma solene Celebração Eucarística na Catedral.

É muito belo ver que num país onde prepondera a pobreza e em que a Igreja Católica é tão recente – somente 100 anos de vida- a fé e a devoção a Maria dão alegria e entusiasmo a todos para caminhar nesta terra com os olhos colocados no céu.

A messe é grande. Muito grande…

É realmente impressionante quanto a Igreja Católica tem florescido no continente africano, apesar das dificuldades que existem em seus países. A luz da fé brilha aqui em tantas almas, que torna-se difícil atender a tudo o que elas desejam para manter esta luz acesa. É também tocante ver quanto estas pessoas têm sede da verdadeira e pura devoção a Maria e aos sacramentos, que só a igreja Católica pode dar.

Por exemplo, no último domingo houve uma cerimônia de crisma na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida em Mavalane. Foram nada mais, nada menos do que 500 crismandos! Imaginemos a alegria do bispo, sua Excia. Revma. Dom Januário, vendo aquela multidão que receberia o Espírito Santo através de suas mãos.

É conhecido quanto o número de católicos tem aumentado, sendo o continente africano aquele que mais tem dado novos filhos à Igreja. Em alguns anos, a cifra subiu de 2 milhões para 130 milhões de católicos na África.

Um pequena prova disso tem sido as atividades dos Arautos do Evangelho. Tantas foram as atividades e as solicitações nestas últimas semanas que os braços chegam a faltar. Tentaremos, neste artigo, resumir o que aconteceu. Esperamos que nossos leitores tenham paciência para nos acompanhar…

Todo o apostolado feito pelos Arautos com os jovens tem em vista o benefício da sociedade moçambicana. Por isso, fomos a algumas escolas, como a do bairro do Malhangalene, dirigida pelos padres vicentinos, para apresentar músicas religiosas aos alunos, e convidá-los, em combinação com os sacedotes e diretores, para um pequeno curso de música na própria escola.

Também muitas famílias são assistidas pelos Arautos. E da mesma forma que com os jovens, elas estão ávidas de uma boa orientação espiritual. Para isso os Arautos organizaram um programa onde pais de diversos jovens assisitiram uma Missa celebrada pelo Revmo. Pe. Arão Mazive, EP, e depois tiveram uma pequena palestra em que o Irmão Tiago Machaieie expôs a importância do estudo da Doutrina Católica para os jovens, obra levada com muito zelo pelos  Arautos na formação da juventude.

Não paramos aqui… à chegada de um novo Diácono da congregação, teve este a graças de logo poder ajudar na Paróquia da Sagrada Família da Machava, onde são nove as comunidades que precisam ser assistidas, e para o que por vezes faltam sacerdotes para celebrar a missa dominical. O Diácono Alessandro Cavalcante, EP, fez então a celebração da palavra, sendo aolhido com o tradicional carinho moçambicano, enquanto que  os outros dois sacerdotes arautos presentes em Moçambique foram para outras comunidades.

Ainda  tivemos visitas com a imagem de Nossa Senhora de Fátima, a famílias que tem dificuldade de ir à Igreja e pedem algum conforto espiritual junto à Mãe de Deus. E tantas outras coisas que seria extenso relatar aqui.

Devemos concluir que na África, em Moçambique, a messe é grande. Muito grande…

 

Vinde, Maria, e reinai sobre Moçambique!

Quem não se sentiria honrado em poder receber em sua casa uma rainha? E ainda mais, poder coroá-la dentro da própria casa, oferecendo esse gesto como pedido de proteção e amparo? Muito mais ainda se esta rainha não fosse uma soberana qualquer, mas a rainha dos homens, dos anjos, do universo e do próprio céu!

Ora, ensina o glorioso santo mariano São Luis Maria Grignion de Montfort que “Maria é a Rainha do céu e da terra, pela graça, como Jesus é o Rei por natureza e conquista. Ora, como o reino de Jesus Cristo compreende principalmente o coração ou o interior do homem, conforme a palavra: “O reino de Deus está no meio de vós” (Lc 17, 21), o reino da Santíssima Virgem está principalmente no interior do homem, isto é, em sua alma, e é principalmente nas almas que ela é mais glorificada com seu Filho, do que em todas as criaturas visíveis, e podemos chamá‑la com os santos a Rainha dos corações” (Tratado da Verdadeira devoção à Ssma. Virgem, n.38).

Bem aventurados aqueles que se colocam sob a realeza de Maria, a mais santa e mais bondosa das soberanas! Que maravilha fazer-se seu súdito!

E essa maravilha foi realizada na Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, no bairro da Liberdade. Os revmos. Sacerdotes da Consolata, Pe. Fábio e Pe. Tavares, assentiram que os Arautos do Evangelho levassem a imagem peregrina do Imaculado Coração de Maria e fosse solenemente coroada nas duas missas dominicais do dia 11 de maio, antecipando assim a comemoração da aparição de Nossa Senhora em Fátima no dia 13 de maio de 1917.

O público presente externou todo o seu amor pela Mãe de Deus e Rainha dos corações, com brados, cânticos e gestos de devoção junto a sua imagem após o término de ambas missas, celebradas pelo Revmo. Pe. Arão Mazive, EP.

Agradeçamos a Deus por ter dado ao povo moçambicano esse filial afeto para aquela que é a “Consoladora dos aflitos, refúgio dos pecadores a auxílio dos cristãos”, sinal evidente da enorme predileção de Deus por ele!

Em Moçambique, levando o evangelho através da rádio

Um verdadeiro católico não pode poupar meios e ocasiões para levar a mensagem de Nosso Senhor à humanidade; para isso deve utilizar inclusive dos meios de comunicação, transmitindo, de forma criativa e substanciosa, os ensinamentos da fé aos que os queiram receber.

Insere-se nesse contexto, o apostolado através da rádio, instrumento de notícas espalhado por todo o mundo e inclusive nas regiões mais afastadas e pobres. Tal é a sua importância que o grande Pontífice e Beato João Paulo II louvava, em sua homilia pelo cinquentenário da Rádio Vaticano, chamada “a Rádio do Papa”, os benefícios de uma rádio católica, dizendo-lhes:“vós bem sabeis que as ondas portadoras das vossas mensagens superam distâncias geográficas e fronteiras de toda a natureza, mas estais também conscientes que, além da mesma informação tão preciosa para aqueles que não tem outras fontes, e juntamente com a catequese, indispensável para tantos que não possuem outros recursos, existe a comunhão eclesial, à qual prestais serviço levando algo que não é vosso mas que vos é continuamente dado”. (Homilia na Capela Sistina, 12 de fevereiro de 1981)

Os Arautos do Evangelho, espalhados em todo o mundo, compreendem o valor dessas ondas evangelizadoras, e procuram transmiti-las. Em Moçambique, diariamente os missionários desta congregação proporcionam ao público de todo o país, pela mundialmente conhecida Rádio Maria um programa sobre Nossa Senhora, onde contam fatos da intercessão da Mãe de Deus aos homens, tratam sobre a doutrina e os dogmas referentes a Ela, e propagam, dessa forma, a devoção a Maria, tão querida do povo moçambicano.

A imagem peregrina na África do Sul

Nossa senhora, em seu inspirado cântico do Magnificat (Lc  1, 46) predisse que todas as geraçãos a proclamariam Bem Aventurada, tantas foram as maravilhas realizadas por Deus em sua pessoa.

Para aqueles que são chamados a servir a Igreja nas missões, é verdadeiramente tocante presenciar o cumprimento dessas palavras da Santíssima Virgem. Não há país, rincão, cidade, casa, poderíamos até mesmo dizer pessoa em que a Virgem Maria passe e não deixe seu suave perfume de bondade e paz. Isso presenciam os Arautos diariamente.

Uma das formas através das quais os Arautos do Evangelho promovem a evangelização tão insistentemente pedida pelos Papas para o mundo de hoje, é a propagação da devoção a Maria. E seus resultados sempre são excelentes, pois certo é que dito trabalho muito  agrada a Deus, que quis fazer-Se filho Dela.

No domingo 25 de agosto, estiveram os missionários na paróquia São Hulberto, em Alexandria, bairro de Johannesburg, na África do Sul. A pedido do pároco, o Revmo. Pe. Ronald Cairns, O.M.I., levaram eles a imagem peregrina do Imaculado Coração de Maria, a fim de ali realizarem a cerimônia de coroação de Nossa Senhora em duas missas dominicais, das 8:00 hs e das 10:30 hs.

Assim foi feito, com toda a pompa: orquestra, incenso,inúmeros coroinhas que circundavam o altar, e a assistência do Revdo. Diác. Arão Mazive, EP, à missa. Não deixou de impressionar aos missionários que viajaram 8 hs de Moçambique a Johannesburg a devoção e a piedade dos fiéis em ambas as missas, igualmente repletas de tal forma que muitas pessoas estavam fora da Igreja.

O padre celebrante consagrou toda a sua paróquia, jovens, famílias e atividades, ao Sapiencial e Imaculado Coração de Maria, e no sermão exortou a seus fiéis que buscassem crescer na devoção à Mãe de Deus, e pela intercessão Dela, procurassem, conforme as palavras do evangelho do dia, a “entrar pela porta estreita dos sofrimentos, do cumprimento à Lei de Deus e dos deveres, que nos leva ao céu”, e a“fugir da porta larga que nos conduz ao inferno: os prazeres ilícitos, a imoralidade, o esquecimento e relaxamento na prática da religião e dos mandamentos”.

Após a Santa Missa, todos os fiéis aproximaram-se da imagem para venerá-la e fazer seus pedidos Àquela que é a Medianeira Universal de todas as graças. Têm eles a certeza de que, se Deus quis servir-se de Maria para a Encarnação de seu Filho, e, por conseguinte, para a salvação do mundo pela sua Paixão, é também através Dela que impetrarão dos céus aquilo de que precisam para a salvação de suas almas.

Afinal, “quem honra a Mãe, honra o Filho”, diz o ditado. E se alguém tiver dúvida disso, abra o evangelho e ali encontrará a resposta para suas interrogações: “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo… encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo,” (Lc 1, 28) Ou ainda: “Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?”(Lc 1, 41)

Sejamos devotos de Maria, e não estaremos nos afastando de Jesus, mas muito pelo contrário, unindo-nos mais a Ele e honrando-O com mais perfeição.